Será implantado um sistema de gestão de serviços

A Câmara Municipal de Teresina aprovou o Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre a estrutura organizacional e a competência da Procuradoria Geral do Município. A Mensagem Nº 008/2017 foi aprovada sem alteração nesta quarta-feira (29) pelos vereadores da capital.

A nova lei possibilitará a uniformização nos procedimentos realizados pela Prefeitura, ampliando as competências da PGM, que passa a realizar o acompanhamento dos processos das entidades autárquicas e fundacionais que compõem a administração indireta da Prefeitura de Teresina.

Com relação às mudanças na estrutura, se destaca a implementação de um sistema de gestão de serviços jurídicos, figurando a Procuradoria Geral como órgão central, que irá interligar todas as secretarias e entidades. Além da criação de uma Corregedoria no âmbito da Procuradoria do Município.

Com a nova estrutura organizacional da PGM, a Prefeitura também extinguiu cargos comissionados de assessoria jurídica, seguindo a orientação do prefeito Firmino Filho aos gestores do município no sentido da contenção de gastos na Administração Municipal.

“O projeto de lei, recentemente aprovado pela Câmara Municipal, trata-se da nova norma sobre a estrutura organizacional e de competência da PGM, ampliando a representação judicial, extrajudicial e a consultoria jurídica às autarquias e fundações vinculadas ao município, com a manutenção de sua atuação na defesa dos interesses dos órgãos da administração direta”, explica a Procuradora Geral Geórgia Nunes.

Geórgia Nunes destaca, ainda, que a uniformização proposta evita que haja duplicidade de trabalhos no âmbito da administração direta e indireta. “De forma coordenada, ter-se-á um maior controle das ações judiciais e processos administrativos que interessem ao município”, pontua.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).